eu e meus devaneios sobre Kerouac

envolvido por uma névoa
de loucura e álcool
e café e anfetaminas
movido por poemas
e escritores
imortais e pelo som
dos alucinados bebops
dos anos 40 e 50
sentia a vida queimar
nos ossos
na pele
na alma
consumido quase que completamente
pela paixão por algo mais
a cada amanhecer.
mas vivenciar não foi o bastante.
encontrou na literatura
o âmago da chama
a vocação
a salvação
para esse mundo
desajustado e louco.
perambulou pelas rodovias e
embarcou em navios
e trens imundos
em busca de emoção
e sentido &
sensação.
cada experiência contada
em uma lírica
instigante e espontânea
e cativante.
fez-se eterno
beatificado numa escrita
cheia de beleza
e melancolia e amor.
repleta de humanidade.

Ana Flavia Sarti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s