Esperança

tenho um pressentimento
que deixei algo no caminho.
encaro a caneca de café,
enquanto, mentalmente,
refaço meus passos até o agora.
hoje, acordei de um pesadelo
no meio da noite e
fiquei olhando
o dia amanhecer da janela;
essa é a terceira vez
nesses últimos sete dias.
esse algo que ficou pra trás
não me faz falta,
pelo menos ainda não senti,
mas deixou esse vazio
que me mantém atenta, com medo.
— pensando bem, seja a consequência da ausência —
talvez seja só uma desculpa tola,
para o meu medo tolo
de seguir em frente.
quem sabe é a tal esperança,
que eu julguei
tantas vezes insignificante;
mas, quando e onde a abandonei?
será possível uma nova esperança?
se não, vai ser um longo caminho de volta.

Ana Flavia Sarti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s