Das ironias do amor – Déia Chies

coracao_partido

Quem inventou essa coisa

torta e insana

chamada amor

deve dar boas gargalhadas

enquanto assiste com ironia

às tragédias da vida cotidiana

como o caso da representação

da ‘quadrilha’ de Drumond:

‘W me ama

mas eu amo X

que ama Z

que só ama a si mesma.’

Esse inventor filho da puta,

de humor duvidoso,

deve ter criado

essa merda de sentimento

somente para sua diversão.

Afinal, dramas alheios

por vezes tornam-se comédias

quando observados de fora.

O amor é mesmo

uma piada

de extremo mau gosto!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s