O Rato – Déia Chies

rat

Há um rato

cinzento

em meu peito.

Ele caminha

sorrateiro

dentro de mim,

roendo,

furiosamente,

tudo de bom

que encontra

em seu caminho.

Com seus dentes

pequeninos

e afiados

e com um ódio

mal contido,

ele, pouco a pouco,

estraçalha

meu coração.

Há um rato

cinzento

dentro de mim

que transformou

meu peito

em um cemitério

vazio e triste

onde somente a dor

e o rato

fazem morada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s