AOS LOUCOS E POUCOS

barfly510

de onde vem essa vontade exacerbada de viver
de impelir e expelir loucura,
jamais repelir
exaurir, exaustar e esgotar o corpo,
jamais a alma
viver em exageros alucinantes e esquecer metade deles no dia seguinte.

nunca buscando, mas de maneira natural e sútil
encontrar semelhantes
bêbados pela vida,
trombando em coerências sem graça.
esbarrando na caretice social
de forma suavemente brutal.
acompanhando todo o processo
de morte e ressurreição do dia,
dia após dia.

atraídos por lugares tóxicos
e pessoas mais tóxicas ainda
ocasionalmente por lugares puros e provincianos apenas para torna-los…
aos poucos
tóxicos o suficientes para a balburdia esfumaçada e sem vergonha
dos limites mentais ilimitados
pela sede de viver intensamente.

Saulo Matos

Anúncios

Uma resposta para “AOS LOUCOS E POUCOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s