Relâmpago – Saulo Matos

large

Relâmpago!

não me ludibrie assim
com essa cara tão limpa,
tal qual mágico larápio
recém chegado
em terra de Oz
mulher!

não aqueça minha costas
com a fartura dos seus seios
super acordados
se um dia for roubar de
minh’alma esse fogo
de carne.

não me rasgue enquanto deslizo
dentro de ti
explorando em várias
viagens úmidas
um tipo laico de paraíso
se um dia resolveres
trocar a chave de todos
os portões pelos quais
já entrei.

não me implore tapas
e puxões de cabelo
violentos de puro delírio
devasso
se por ventura aches
que um dia
aprenderá a se
esquivar.

se pensas que um dia
existirá a possibilidade
das suas malas estarem
prontas e minhas roupas
nas ruas,
me abençoe com a
ignorância do não saber
como poderia ter sido.

é um prazer te conhecer,
e de antemão te aviso
que acredito piamente
já estar apaixonado por você.

Saulo Matos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s