Relato de inverno

O vento rascante corta a pele macia das meninas do colégio das irmãs, agrupadas sob o largo umbral da porta. Todas moldadinhas em suas meias brancas três quartos e blusinhas de lã. Perigosamente angelicais. O pinheiro sussurra antigas lamúrias de um segredo guardado em seus galhos. O céu pinta-se de um chumbo industrial e em questão de segundos pesadas gotas de chuva derrubam na grama a lesma que trilhava um caminho brilhante, gosmento e tortuoso pela parede de tijolo. A pobre cai humilhada, em cima do formigueiro. Toda retorcida e machucada, como uma jubarte abatida nas águas do Pacífico pelo arpão pontiagudo de um navio cargueiro.

  • Cuidado, menino. Remexendo os olhinhos assim para essas mocinhas pode te deixar vesgo e com a mão cabeluda!

  • Beijo de língua de virgem no inverno é como mordida de lobisomem recém-transformado na sexta-feira 13. Você urra três dias sem parar e depois tomba, febril, na sarjeta mais imunda.

Umedeço os beiços com uma passada de língua e miro de longe as guriazinhas, todas encarrapitadinhas como corruíras numa manhã de geada. Algumas louras, outras ruivinhas cheias de sardas, todas remoendo-se para decorar bhaskhara e a fórmula de progressão aritmética . A pele rubra pelo minuano estrangeiro e o pescocinho de todas pulsando pra fora. 110, 120, 160. Meu coração quer pular da caixa torácica, todo inchadinho de emoção.

A diretora, uma freira sessentona, gorda e atarracada, (imagino as pernas banhentas como um mapa hídrico do Amazonas), convoca o grupinho, o dedo em riste, para o terceiro andar.

É a minha deixa. Guardo as mãos no aconchego do sobretudo puído impregnado de naftalina e halls de menta. Desço pela Voluntários da Pátria – as costas eretas e os ombros alinhados, o guarda-chuva aninhado entre o torso e o braço esquerdo, como era costume nos invernos chuvosos. A postura dos vencedores – ciente de que é mais fácil desvendar os segredos do velho pinheiro que nem dá mais pinhão do que morder os pescocinhos suculentos e deliciosamente arrepiados de frio das meninas do colégio das irmãs.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s